Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. + sobre cookies

Notícias

Monitorização e Controlo de Nível de Hidrogénio
08 - 05 - 2018

Um dos riscos mais graves nas salas de baterias acidas, prende-se com a libertação de hidrogénio, gás com elevado nível de explosividade.
A libertação de hidrogénio tem lugar durante a fase final da carga, especialmente se ocorrer sobrecarga. Nestas salas a concentração de hidrogénio nunca deverá ultrapassar o limite mínimo de explosividade (LEL) que é de 4% no ar.

A monitorização de hidrogénio é um fator da maior importância e o equipamento a instalar deverá ser seleccionado para um valor abaixo do (LEL) sendo aconselhável 1% do H2 no ar.

Assim logo que o valor pré-seleccionado seja atingindo, serão desencadeados alarmes visual e sonoro bem como ativada a ventilação da sala de baterias.

« voltar
Facebook Linkedin Twitter Google + Pinterest